9788556620484_frontcover

“Palavra de Palhaço”

O livro palavra de palhaço fala sobre a importância do trabalho do palhaço em hospitais e outros espaços, interferindo na realidade e transformando o cotidiano e as pessoas. Além de relatos sobre números de palhaço (desses que fazem a alegria da nossa alma de criança), o livro traz também entrevistas com importantes mestres da palhaçaria brasileira que tanto nos inspiram como Roger Avanzi (o palhaço Picolino) e Benedito Sbano (o palhaço Picoly).

Indicamos a leitura deste livro.

Lembrem-se que dia 10 de dezembro é dia do palhaço hein!!!!!

Vivas aos palhaços!

Marco Antonio Ponce (palhaço Marcolão) – Fundador da Cia. Circo de Trapo

“Palavra de Palhaço” reúne roteiro original para espetáculo de palhaços, depoimentos e entrevistas com profissionais da tradição circense

O livro “Palavra de Palhaço” (Ed. Jaguatirica), realizado com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, por meio do PROGRAMA DE FOMENTO À CULTURA CARIOCA (2015), foi lançado esta segunda-feira (24 de outubro) no Rio e vem contribuir para um olhar mais atento do leitor à arte tão antiga da palhaçaria.

A obra resulta de um projeto homônimo, que teve início em 2014 com a realização de uma residência artística em palhaçaria no Teatro Poeira. Entre outras atividades, o evento promoveu entrevistas públicas entre palhaços da tradição circense e palhaços de teatro, rua e hospital, formados nas escolas de artes cênicas, além de oferecer oficina de jogo cômico, que pesquisou as possibilidades cênicas das histórias contadas pelos profissionais entrevistados. Os encontros estão publicados e devidamente registrados, podendo ser acessados no site www.palavradepalhaco.com.br, que originou a versão agora editada em livro.

“Palavra de Palhaço” traz um roteiro inédito para espetáculo de palhaços, contando através de gags, músicas e números humorísticos, as histórias de palhaços como Picoly (Benedito Sbano), Picolino (Roger Avanzi), Puchy (Armando Klenque), Pepin (Raul Hernando), Florcita (Maria Durán), Pururuca (João Brasil Queirolo), Biribinha (Teófanes Silveira), Pirajá (Pirajá Bastos), Teco Teco (Walter Carlo), entre outros. Trata-se de pequenas narrativas sobre o batismo artístico de uns, a luta pela sobrevivência de outros, a rotina de trabalho dentro dos circos e, como não poderia ficar de fora, a herança familiar presente na história de quase todos os palhaços de circo brasileiros. Tudo regado a muito humor e muita palhaçada.

A pesquisa, iniciada na oficina promovida na residência do Teatro Poeira em 2014, foi aprofundada sob o comando da diretora Ana Achcar, que também é professora e responsável pelo programa de palhaçaria hospitalar da UNIRIO “Enfermaria do Riso” e que, em conjunto com mais 12 palhaços pesquisadores do programa, se dedicou à criação deste roteiro dramatúrgico. A publicação ainda conta com trechos das entrevistas realizadas em 2014, um artigo de dramaturgia de palhaço assinado por Ana Achcar e um inventário de histórias de nomes de palhaços, cuja leitura é diversão garantida.

Editado e distribuído pela Editora Jaguatirica, o livro “Palavra de Palhaço” pretende, de alguma forma, contribuir para o resgate e registro da memória das manifestações artísticas de tradição popular no Brasil, colocando em destaque o protagonismo do palhaço brasileiro e seu humor, que é, ao mesmo tempo, ingênuo e transformador.

Ficha Técnica:

Organização Ana Achcar

Projeto Gráfico Flavio Souza

Fotos Maria Estephania

Revisão de Texto Anna Wiltgen

Assistência de Organização Bel Flaksman

Direção de Produção Dadá Maia

Edição Paula Cajaty

2 thoughts on ““Palavra de Palhaço”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *